Como funciona a tecnologia Blockchain?

18 Curtidas Comentar
Como funciona a tecnologia Blockchain?

Como funciona a tecnologia Blockchain?  está inextricavelmente ligado a criptomoedas como o conhecido Bitcoin. Mas como você se sente em relação ao seu relacionamento? Clique para saber tudo o que há para saber sobre esta tecnologia!

Nos últimos anos, a criptomoeda se tornou um tema quente. Afinal, quem nunca ouviu falar do Bitcoin? No entanto, foi apenas por causa de uma tecnologia inovadora, o blockchain, que eles ganharam vida e se tornaram tão conhecidos. Como funciona a tecnologia Blockchain?

É um tipo de livro contábil, traduzido literalmente como “blockchain”, no qual todas as transações são registradas e dispersas em computadores de todo o mundo.

Você está perplexo? Respire fundo e explicaremos o conceito de blockchain com mais detalhes e forneceremos instâncias reais de sua aplicação!

 

O que exatamente é a tecnologia blockchain?

Blockchain é um sistema de rede de distribuição de informações baseado em especificações. É verdade que:

  1. Sem um único administrador, mantém os dados de forma descentralizada e dispersa.
  2. Apenas novas adições podem ser adicionadas aos dados nesta cadeia, o que significa que não podem ser alteradas.
  3. Cada novo registro criado incorpora dados de registros anteriores. Como se fossem os elos de uma corrente, eles formam uma interconectividade.

O conceito foi estabelecido por Satoshi Nakamoto, um pseudônimo que ainda não se sabe se se refere a um único indivíduo ou a um grupo de pessoas.

Ele está entrelaçado com uma variedade de questões tecnológicas, incluindo:

 

  • Arquitetura da computação;
  • Distribuição de dados;
  • Segurança da informação.

Embora tenha sido criado para dar origem à conhecida criptomoeda Bitcoin, é viável estabelecer uma blockchain para qualquer forma de ativo que você queira negociar.

De fato, sua capacidade de criar uma cadeia de confiança por meio de uma arquitetura distribuída atraiu especialistas de várias grandes corporações, incluindo IBM e SAP.

Como são realizadas as transações de blockchain?

Os blocos são usados ​​para organizar todas as transações. Um link, que é o código “hash”, conecta esses blocos ao anterior. Eles se juntam para formar uma “cadeia de blocos”, que é o apelido dado à tecnologia.

Os mineradores, que nada mais são do que pessoas que disponibilizam seu poder de processamento, atuam como administrador central do blockchain.

São eles que coletam as transações da rede e constroem os links entre os blocos.

 

A Maersk, empresa de contêineres que entrega mercadorias em todo o mundo, é um dos grandes exemplos internacionais de como essa tecnologia está sendo utilizada.

 

Para facilitar o acesso e a integração de novas informações, passou a regular seus contêineres por meio de uma rede internacional de blockchains. Não só isso, mas considere as outras partes envolvidas, como a fiscalização e controle da caixa.

Agrichain é uma plataforma focada em empresas de grãos no Brasil. Agricultores, varejistas, distribuidores e fabricantes estão totalmente integrados por meio dele. Isso simplifica as operações e, ao mesmo tempo, garante que os dados sejam compartilhados de forma justa.

 

Blockchain também despertou a curiosidade do setor bancário. Seu sistema descentralizado é elogiado por sua capacidade de:

  • títulos no registro;
  • Armazenar contratos;
  • Rastrear transações;
  • Manter a privacidade de dados dos clientes.

HSBC, Santander e Bank of America estão entre os bancos que trabalham na implementação do sistema. Algumas instituições no Brasil se reuniram para avaliar as possibilidades de fusão de alguns serviços financeiros.

Qual é a conexão entre a tecnologia Bitcoin e blockchain?

A blockchain é a única razão pela qual o Bitcoin existe. Nesta situação, é a tecnologia que forneceu um cenário adequado para lançar o formato de transação de criptomoeda.

Bitcoin é um dinheiro virtual, não físico. Por isso, era importante garantir que fosse distribuído corretamente, ou seja, que fosse entregue à pessoa correta e que fosse usado apenas uma vez – muito parecido com a moeda tradicional.

A lógica de um Bitcoin exibe perfeitamente o conceito de blockchain. Afinal, é uma moeda independente que é amplamente utilizada em todo o mundo.

 

Tudo isso ocorre sem a presença de um órgão centralizador, como um banco central. A validação das transações é de responsabilidade dos mineradores.

Além de sua facilidade de uso, um dos aspectos mais atraentes do Bitcoin é que ele tem o mesmo peso para todos. Ou seja, 1 Bitcoin no Brasil é igual a 1 Bitcoin em outro lugar. Isso resulta em um cenário de mercado igual e amplo, que é fundamental para a noção de globalização.

 

Que tipos de blockchains existem?

Existem dois tipos de blockchain: público e privado. É verdade que:

  1. Pública: Qualquer pessoa ou empresa pode participar. Este formato é usado pelo Bitcoin, que permite acesso global.
  2. Privada: Também é conhecido como permissionado e é um formato mais restrito que somente aqueles com permissão podem acessar. É mais comumente empregado em empresas que desejam acompanhar suas transações e comunicar dados apenas com pessoas diretamente envolvidas no negócio.

Ethereum é um exemplo de tecnologia blockchain pública. Blockchains com permissão empregam o Hyperledger, mas o Ripple está focado principalmente em transações financeiras.

É crucial lembrar que a tecnologia blockchain percorreu um longo caminho desde a sua concepção. Isso porque precisava aumentar sua funcionalidade para acomodar o maior número de transações por segundo, o que era uma dificuldade com o Bitcoin.

 

A tecnologia blockchain é segura?

Grandes corporações, notadamente as do setor financeiro, têm participação no resultado. A segurança é justamente um dos diferenciais do blockchain.

As transações realizadas no sistema Bitcoin só são validadas quando todo o bloco é preenchido pelas operações. Ou seja, o dinheiro digital só passará de uma “mão” para outra depois disso.

Além disso, métodos criptográficos são usados ​​para criptografar esses blocos, formando cadeias de dados que são quase impossíveis de quebrar. Como exemplo, isso garante que:

 

  • Cada moeda chegará ao local pretendido.
  • Não haverá mais de um uso da moeda;
  • Para não comprometer toda a cadeia, as transações anteriores não serão alteradas.

Como funciona a tecnologia Blockchain? Comente este artigo!

Confira outros artigos:

 

Você Pode Gostar

Sobre o Autor: Avitrini