O que é a terra do metaverso (e como comprá-la)?

6 Curtidas Comentar
O que é a terra do metaverso (e como comprá-la)?

O que é a terra do metaverso. O metaverso, utopia utópica que visa aproximar os mundos físico e virtual, ainda está sendo construído. No entanto, algumas plataformas já começaram a desenhar essa nova camada de realidade, criando universos digitais onde os usuários podem comprar terrenos para estabelecer casas e empresas digitais, apelidados de “terra no metaverso”.

 

O que são reinos do metaverso e como eles funcionam?

Antes de estabelecer os terrenos do metaverso, é importante definir o que é o metaverso, que recentemente ganhou força em editoriais de economia e tecnologia.

Em poucas palavras, a noção refere-se a um ambiente compartilhado que incorpora elementos físicos e virtuais. Seria necessário o uso de tecnologia como óculos de Realidade Aumentada e Realidade Virtual para ter acesso a ele. Considere o OASIS do filme Player #1, de Steven Spielberg, ou The Matrix, um longa-metragem dirigido por Lilly e Lana Wachowski, que tem uma simulação construída por inteligência artificial.

 

Terrenos virtuais são terrenos que existem em plataformas que já estão “namorando” com o metaverso, como Decentraland (MANA) e The Sandbox (SAND), os quais discutiremos mais adiante. Esses fragmentos virtuais de solo são organizados como lotes em mapas digitais.

As especificidades são que, embora sejam apenas virtuais, essas terras custam dinheiro (neste caso, criptomoedas), possuem registro de propriedade e podem (ou não) valorizar com o tempo. Como resultado, já existe um mercado imobiliário nesses mundos virtuais.

Como cada terreno no metaverso é negociado como um token não fungível, essa economia digital é concebível (NFT). Um NFT é uma representação de um item único que pode ser digital ou não. Um token não fungível, análogo a uma escritura de imóvel, é semelhante a uma escritura de propriedade, mas com algumas diferenças:

A primeira é que é essencialmente apenas uma coleção de caracteres e números em vez de um documento físico. A segunda vantagem é que você não precisa ir a um cartório para verificar se foi registrado. Como um NFT é salvo em um blockchain, um enorme banco de dados descentralizado e imutável que começou com o Bitcoin (BTC) no final de 2008, um NFT é armazenado em um blockchain.

Quais são os metaversos mais conhecidos? O que é a terra do metaverso

No mercado, existem duas plataformas principais de metaverso.

Descentralização (MANA)

É um universo virtual 3D construído no blockchain Ethereum (ETH) que foi lançado em 2015. Os usuários podem adquirir terrenos e transformá-los em empresas digitais na plataforma. Os desenvolvedores colocaram 90.000 lotes, cada um medindo 16m por 16m, no mercado, e todos eles foram vendidos. No mercado secundário, no entanto, a terra ainda é negociada. MANA, a moeda nativa da plataforma, ou ETH, pode ser usada para adquirir esses locais virtuais.

The Sandbox (SAND)

O Sandbox, assim como o Decentraland, é um ambiente virtual que permite que as pessoas desenvolvam projetos digitais como empreendimentos, casas e espaços para eventos. Ele estreou em 2012 como concorrente do Minecraft, mas em 2018 se reposicionou como uma plataforma de blockchain e criptomoeda.

O token SAND é usado para comprar propriedades. Existem 166.464 terrenos disponíveis na plataforma baseada em Ethereum, cada um medindo 96 metros quadrados. Ainda há terrenos disponíveis, que a plataforma normalmente vende por meio de vendas públicas que são divulgadas na internet.

Outros projetos na onda do metaverso incluem Axie Infinity (AXS), Gala (GALA), MyNeighborAlice ([active=ALICE]) e Enjin Coin (ENJ).

Onde posso adquirir a propriedade do metaverso?

No caso do The Sandbox, você pode comprar terrenos diretamente dos desenvolvedores ou no mercado secundário. As duas plataformas principais têm suas próprias vitrines on-line, embora mercados NFTS como o OpenSea também tenham terrenos à venda.

OpenSea é uma troca ponto a ponto de tokens não fungíveis, bem como commodities digitais raras e colecionáveis. Basta ir à pesquisa e digitar o nome da plataforma, como “Decentrand” ou “The Sandbox”, para encontrar as terras do metaverso lá. No entanto, antes de fazer qualquer compra, certifique-se de que as páginas dos metaversos no mercado sejam genuínas (o “v” significa “verificado”) e não falsas. Outros ativos virtuais, como obras de arte, estão disponíveis além do terreno. Destaques do mundo da arte, música e atletismo.

Quanto custa possuir um pedaço de imóvel do metaverso?

O terreno mais barato no mercado Decentraland em 20 de dezembro foi de 4.200 MANA, o que equivale a US$ 13.524. O pedaço de terra mais barato neste metaverso estava disponível no OpenSea por 3,4 Ether, que custa aproximadamente US$ 13.402.

Os preços para lugares virtuais começaram em 3,01 ETH – aproximadamente US$ 12.000 – no mercado do Sandbox e na coleção OpenSea da plataforma. Os dados também são do dia 20 de dezembro.

 

Quais fatores afetam o preço dos imóveis no metaverso?

Os mesmos elementos que determinam os mercados imobiliário e NFT também afetam os preços dos terrenos do metaverso.

Escassez

Quando uma plataforma se torna popular, atrai um número crescente de usuários e tem terrenos limitados, o valor dos lotes tende a subir. Eles, no entanto, despencam se ocorrer o oposto. A valorização dos imóveis em áreas nobres das grandes cidades segue o mesmo raciocínio. A quantidade de terrenos utilizáveis ​​nas duas plataformas primárias do metaverso é fixa e não deve ser aumentada.

 

Tamanho

O tamanho de uma propriedade virtual é importante, assim como no mercado imobiliário do mundo real. Quanto mais valioso é um local, maior ele é. Existem “propriedades” tanto no Decentraland quanto no The Sandbox, por exemplo, que são lugares virtuais formados por dois ou mais lotes. Seus preços são mais caros.

localização

 

Propriedades em áreas de destaque ou perto de locais com alto tráfego de pedestres, como shopping centers, são mais valiosas. De maneira semelhante, o metaverso opera.

 

Existem alguns moradores conhecidos no Sandbox, como o músico Snoop Dog, Atari SA e o programa de TV “The Walking Dead”. Para esses superstars, as terras próximas são mais caras.

Isso porque esses moradores, segundo o site, atraem mais tráfego. E quanto mais pessoas passarem pelo local, mais dinheiro os proprietários podem ganhar. Alugar espaço para desenvolvedores, produzir jogos e até publicidade são formas de ganhar dinheiro com os lotes.

 

As maiores vendas de terrenos do metaverso. O que é a terra do metaverso

O mercado metaverso está crescendo agora. Abaixo estão algumas das vendas de terrenos mais caras nas principais plataformas em 2021.

US$ 4,3 milhões — A Republic Realm, um veículo de investimento imobiliário digital, pagou US$ 4,3 milhões por terrenos da Sandbox em novembro. Foi a maior venda já registrada. A Atari SA era a proprietária do espaço. O Wall Street Journal foi o primeiro a relatar o negócio.

 

O terreno no Axie Infinity foi vendido por 550 ETH, o equivalente a US$ 2,5 milhões, em novembro. De acordo com o negócio por trás da iniciativa, foi a maior venda de todos os tempos para o jogo.

US$ 2,4 milhões – No mesmo mês, o Metaverse Group, um parceiro da Tokens.com, pagou 618.000 MANA (US$ 2,4 milhões na época) por um espaço Decentraland. Com o valor da criptomoeda disparando, o ativo digital foi avaliado em US$ 3,5 milhões até o final de dezembro. A área online adquirida tem uma área total de 566 metros quadrados.

US$ 913 mil — Em junho, a Decentraland vendeu terrenos por 1,3 milhão de MANA, o equivalente a US$ 913 mil. O Reino da República foi o comprador. São pouco mais de 66 mil metros quadrados no ambiente virtual.

$ 450.000 – Em dezembro, um investidor conhecido apenas como “P-Ape” gastou $ 71.000 em SAND ($ 450.000 na época) para ser vizinho do metaverso do rapper Snoop Dog. O rapper americano entrou nessa indústria com os dois pés, e seu bairro de plataforma é conhecido como “Snoopverse”.

Quanto dinheiro já foi transferido pela venda do terreno? O que é a terra do metaverso

De acordo com dados do site NonFungible.com, as plataformas Decentraland e The Sandbox juntas geraram cerca de US$ 390 milhões em 2021. As vendas de terrenos e itens de ambas as plataformas estão incluídas no relatório.

De acordo com dados do site DappRadar, os dois maiores metaversos faturaram US$ 100 milhões em vendas de lotes virtuais em apenas uma semana em novembro de 2021.

Confira outros artigos:

 

 

 

Você Pode Gostar

Sobre o Autor: Avitrini