12 Ocupações do momento para o Metaverso

9 Curtidas Comentar
12 Ocupações do momento para o Metaverso

12 Ocupações do momento para o Metaverso. O metaverso não é simplesmente um software de realidade virtual; aspira a ser algo muito mais amplo e inovador. Mesmo que o metaverso esteja aqui para ficar, ainda não está claro como ele funcionará e quais metaversos se consolidarão no mercado.

É uma corrida tremenda para construir o melhor e mais completo metaverso. O metaverso está atraindo a atenção de empresas de todos os tipos, desde pequenos criadores de jogos até o Facebook.

Especialistas associados ao metaverso tornaram-se mais procurados nos últimos anos, e muitos profissionais de diversas áreas estão disputando uma vaga no negócio.

Neste artigo, discutiremos as carreiras mais requisitadas do metaverso, bem como as profissões.

Sinopse do metaverso – 12 Ocupações do momento para o Metaverso: 

A noção de metaverso ainda é incipiente. Avatares podem trabalhar, brincar e interagir no metaverso. Além disso, essas áreas são abertas e compartilhadas em todos os momentos. Alguns argumentam que o metaverso já está presente em jogos como Second Life, Minecraft e Fortnite, enquanto outros argumentam que o metaverso é muito mais complicado do que os mundos virtuais.

Grandes empresas como Facebook e Microsoft antecipam que o metaverso reunirá uma variedade de tecnologias, como fones de ouvido de realidade virtual, óculos, dispositivos móveis e desktops conectados à nuvem.

O metaverso também será um ambiente virtual que coexiste com a realidade. Cidades, bairros, parques e empresas, para citar alguns, fazem parte do ambiente urbano.

Funciona no mundo virtual

O surgimento do metaverso resultou em uma série de novas possibilidades de carreira para construir, administrar e prestar serviços neste novo ambiente. Para pessoas interessadas em tecnologia e inovação, empregos no metaverso são uma necessidade.

Passaremos por 12 ocupações no metaverso que estão disponíveis no momento ou estarão disponíveis em breve.

1 – Desenvolvedor de software para realidade aumentada e realidade virtual – 12 Ocupações do momento 

Os empregos em realidade aumentada (AR) e realidade virtual (VR) aumentaram 1.400% desde 2019.

Mas é possível que esse desenvolvimento seja insignificante em comparação com o que o metaverso tem a oferecer. Milhares de desenvolvedores de software VR e AR serão necessários nos próximos anos para construir a próxima geração de plataformas, aplicativos e software de computação metaverso.

2 – Engenheiro responsável pelo hardware – 12 Ocupações do momento 

Engenheiros de hardware, como engenheiros de software, estão em alta demanda no mercado de trabalho. Afinal, o metaverso não é apenas uma coleção de código; equipamentos como fones de ouvido, sensores e câmeras serão necessários para fornecer uma melhor experiência ao usuário.

Apesar de essas tecnologias existirem atualmente, elas devem ser modificadas para torná-las o mais agradáveis possível e melhorar a experiência.

3 – 3D Designer – 12 Ocupações do momento 

O designer 3D é uma parte importante da criação de metaversos. A profissão já está crescendo em popularidade, mas à medida que os metaversos se expandem, o mesmo acontece com o número de vagas de emprego.

Os designers 3D estão atualmente empregados no negócio de videogames e serão responsáveis por criar uma experiência de jogo 3D completamente imersiva que envolve os jogadores como nunca antes.

4 – Estrategista com NFT – 12 Ocupações do momento 

A noção de metaverso ganhou novas dimensões com a invenção das criptomoedas e NFTs. Como resultado, a indústria já está à procura de pessoas familiarizadas com essas “novas” tecnologias.

Uma forte compreensão e compreensão da tecnologia blockchain é exigida do estrategista de NFT. Afinal, eles são responsáveis por avaliar as tendências do setor para fornecer insights e oportunidades.

Eles também devem elaborar estratégias que incorporem NFT, gamificação, execução tática e outros conceitos.

5 – Engenheiro para Blockchain – 12 Ocupações do momento

O engenheiro de blockchain é o número cinco em nossa lista de ocupações do metaverso.

Em geral, um engenheiro de blockchain é responsável por desenvolver e implantar um blockchain digital para aplicativos de negócios. Além disso, muitos desenvolvedores de blockchain trabalham para consultoria de tecnologia ou empresas de serviços de dados. Eles serão responsáveis ​​por desenvolver e construir soluções de blockchain no metaverso.

6 – Experiência em nuvem

A epidemia de coronavírus acelerou a adoção da computação em nuvem. Um especialista em nuvem é necessário no mundo do metaverso para garantir que todos os dados armazenados lá sejam seguros e só possam ser acessados por pessoas autorizadas.

7 – Planejador para o Metaverso

A maioria das empresas precisará ser capaz de projetar e implementar todas as funções em um mundo virtual. Especialmente agora, quando os metaversos ainda são um trabalho em andamento e tudo é tão novo. No mundo digital, ter um profissional para gerenciar e escolher as atividades adequadas é fundamental.

O planejador do metaverso é útil nessa situação. Desde a concepção do conceito piloto até a sua realização, cabe a ele liderar o projeto. Ele também deve encontrar oportunidades de mercado, fornecer KPIs críticos, criar casos de negócios e influenciar roteiros técnicos.

8 – Gerente de Segurança do Metaverse

Os hackers podem atingir o metaverso, assim como qualquer outro ambiente digital. Também é fundamental garantir que o metaverso seja um ambiente seguro para todos os usuários.

Profissionais que possam dar direção e supervisão nas fases iniciais de um projeto, bem como manter o excelente trabalho ao longo da vida útil do metaverso, serão requisitados pelas empresas.

Privacidade, verificação de identidade e padrões de segurança regulatórios satisfatórios são questões que devem ser abordadas. O gerente de segurança também deve prever como os recursos do metaverso serão utilizados e explorados, bem como identificar sistemas, componentes e processos importantes para garantir a segurança da plataforma.

9 – Narrador do metaverso

O contador de histórias é a próxima ocupação do metaverso em nossa lista. Engana-se quem acredita que construir um ambiente virtual é suficiente para garantir o sucesso de um metaverso.

A experiência que esses mundos proporcionam será o que distingue um metaverso do outro e o que incentivará os consumidores a utilizar as plataformas. O trabalho de um Narrador é criar missões envolventes que permitirão que as pessoas apreciem totalmente o metaverso.

10 – Criador do Universo

Um construtor de mundos é responsável por conceituar como o metaverso funcionaria em todos os seus elementos. Este trabalho é comparável ao de um designer de videogame, mas segue um conjunto distinto de regulamentos. Afinal, os construtores do mundo exigem uma visão do futuro. Eles serão responsáveis por conceber e desenvolver algo que não existe atualmente, seja um produto ou uma solução tecnológica.

Eles também devem construir todas as regras das civilizações do metaverso. Nos metaversos, como os usuários devem agir? Os crimes são tolerados ou punidos?

11 – Construtor de ecossistemas

O desenvolvedor do ecossistema é responsável por organizar os parceiros para garantir que toda a funcionalidade do metaverso seja escalável. Os desenvolvedores também devem procurar parceiros que possam fornecer a tecnologia, produto ou serviço necessário para viabilizar o metaverso, seja do governo ou de empresas privadas.

A tarefa mais crucial do desenvolvedor do ecossistema é fornecer compatibilidade de plataforma, garantindo que os ativos digitais possam ser usados em todo o cosmos do metaverso.

12 – Cientista especializado em pesquisa

As representações digitais do mundo real serão desenvolvidas por especialistas em pesquisa. A tarefa dos cientistas, no entanto, exigirá que eles estabeleçam algo parecido com a teoria de tudo (teoria que busca explicar e conectar todos os fenômenos físicos em um único arcabouço teórico). Os cientistas devem criar uma infraestrutura que dê suporte a todos os casos de uso do metaverso, como jogos, DeFi, QA e outros.

Além disso, protótipos para renderização neural, imagem computacional, fusão de sensores, mapeamento e localização e fotografia computacional 3D devem ser construídos e dimensionados empregando tecnologias na interseção de algoritmos e visão computacional.

 

Confira os links listados abaixo, e acesse nosso blog:

Você Pode Gostar

Sobre o Autor: Avitrini