Quais são as técnicas de Copywriting mais comuns?

8 Curtidas Comentar
Quais são as técnicas de Copywriting mais comuns?

Quais são as técnicas de Copywriting mais comuns? Para garantir que o Copywriting seja uma estratégia de sucesso, algumas táticas devem ser utilizadas. Os mais importantes estão listados abaixo.

Descubra quem é o seu mercado-alvo.

Novamente, se você não souber para quem está escrevendo, não receberá tantas respostas quanto gostaria.

Comece definindo sua persona. Ela é uma figura semi-ficcional que se baseia em fatos genuínos para representar seu cliente ideal.

Para entender o perfil e o comportamento dessas pessoas, é necessário estabelecer sua idade, sexo, ocupação, interesses, hobbies e qualquer outra informação relevante.

 

Isso permitirá que você crie um material mais relevante para seus clientes-alvo, com estilo e abordagem mais condizentes com a realidade deles, aumentando as chances de conversão.

 

Estabeleça o tom e a linguagem apropriados.

Quando se trata de abordagem, é fundamental decidir o tom e a linguagem que você usará em seu material.

Você verá que definir a persona torna esse trabalho muito mais fácil.

 

Faça títulos atraentes. Quais são as técnicas de Copywriting

O título é o primeiro ponto de contato entre seu leitor e seu texto, além de uma das partes mais importantes para os mecanismos de busca.

Há uma variedade de formatos de manchetes disponíveis, incluindo começar com figuras, fazer uma pergunta, apresentar o tópico e terminar com uma ligação ou uma provocação, entre outros.

O mais importante é que seja direto — ou seja, deixe extremamente claro sobre o que se trata o conteúdo ou qual é a resposta —, que contenha a palavra-chave e que não ultrapasse 55 caracteres para aparecer completo na busca classificações.

 

Faça uma conexão emocional com o leitor. Quais são as técnicas de Copywriting

Você deve fazer uma conexão com seu cliente em potencial para estabelecer uma relação de confiança.

Como resultado, ao planejar um texto, estabeleça uma lista das táticas que devem ser utilizadas para que o leitor sinta que a informação foi elaborada especificamente para ele.

Você não apenas comercializará seu conteúdo ou serviço; você demonstrará aos visitantes do seu blog que você tem exatamente o que eles precisam através de artigos instrutivos e ricos.

 

Invista em verbos de ação.

Como você pode fazer o leitor sentir um sentimento de urgência? Ou o medo de perder uma oportunidade única na vida se ele não seguir sua liderança?

Lembre-se de que o objetivo principal do copywriting é persuadir os visitantes do seu blog ou site a realizar a ação que você especificar.

É recomendado que você utilize verbos no imperativo, principalmente no título, intertítulos e CTA, para que ele entenda a mensagem e saiba o que fazer.

 

Considere os seguintes exemplos:

  • título: Reconhecer a importância do gerenciamento adequado de redes sociais;
  • adverbial adverbial adverbial adverbial
  • CTA: Agora que você sabe como gerenciar as mídias sociais de forma eficaz, pegue nosso guia para esclarecer quaisquer equívocos remanescentes sobre como aumentar seus seguidores!

 

comparar e contrastar

Desde os tempos antigos, os humanos usam analogias e metáforas para esclarecer ideias, e existem algumas razões pelas quais esse método funciona tão bem.

Para começar, as pessoas estão mais abertas ao material com o qual já estão familiarizadas. Afinal, é preciso muito mais trabalho para entender um conceito completamente novo do que para entender algo que já é bem conhecido ou compreendido.

Além disso, nosso cérebro cria novas memórias a partir das antigas, formando conexões entre elas. Como resultado, se você conseguir recuperar um conceito com o qual o leitor está familiarizado e correlacionar essa informação com a ideia que você está transmitindo, as chances de o conteúdo ficar na mente dele são significativamente maiores.

 

No entanto, evite fazer paralelos óbvios com a concorrência, especialmente se o seu pitch prejudicar os produtos ou serviços de outras empresas. Esse tipo de mentalidade não só é antiético, mas também cria desconfiança.

Faça uso de números e termos de pesquisa.

Se você utilizar números no título, o leitor terá noção de quantas dicas serão fornecidas ao longo do artigo. “Conheça 9 métricas críticas para um Call Center”, por exemplo.

Cite estatísticas e estude se quiser provar o que está dizendo e dar mais credibilidade. Não se esqueça de incluir a URL onde você adquiriu a informação.

Passaremos por outros erros comuns nas seções a seguir, mas já podemos dizer que frases como “segundo os pesquisadores…” dão a impressão de que a mensagem não é real.

 

Antecipar possíveis objeções.

Um dos principais objetivos do copywriting é dissipar objeções ou preocupações que seu leitor ou cliente em potencial possa ter sobre sua empresa ou produto.

Essas objeções devem ser identificadas com antecedência durante a pesquisa e o desenvolvimento da persona, mas podem ser refinadas e atualizadas com base na atividade do público e da concorrência.

O redator, como um vendedor habilidoso, deve estar preparado para responder a qualquer pergunta do leitor.

 

Melhore suas habilidades de persuasão.

Como a persuasão está no “coração” de uma abordagem sólida de Copywriting, é fundamental entender os principais princípios psicológicos para aumentar sua capacidade de persuasão.

Em seu livro best-seller “As Armas da Persuasão”, Robert Cialdini explica que o comportamento humano é determinado por várias regras fundamentais. Ele examina cada um deles por sua vez:

 

  • Reciprocidade – os seres humanos estão preparados para responder a uma ação com outra, portanto, se você deseja que um cliente faça algo por você, primeiro deve fornecer algo de valor;
  • Depoimentos e cases de sucesso são ferramentas importantes para aumentar a confiabilidade do seu material, já que as pessoas são influenciadas por outras.
  • Damos mais atenção e respeito ao vendedor que vive ou encontrou um problema comparável ao nosso porque nos conectamos mais rápida e profundamente com aqueles que se parecem conosco.

 

  • autoridade – esse princípio diz que os indivíduos respeitam aqueles que percebem como “superiores”, não no sentido literal da palavra, mas em determinada área, por exemplo;
  • As pessoas se sentem psicologicamente motivadas a realizar e fornecer o resultado declarado quando se comprometem publicamente com algo.
  • Escassez – um “gatilho” que ocorre quando nos conscientizamos da perspectiva de perder algo e intensificamos nosso desejo de evitar a emoção da perda.

 

Você com certeza já viu vários textos e comerciais que exploram esses temas, e é uma boa ideia começar a usá-los de forma seletiva em seu próprio conteúdo.

O efeito é exatamente o inverso se for detectado o uso indiscriminado desses gatilhos. Como resultado, use esse conhecimento apenas como base para seus argumentos, em vez de expressá-lo explicitamente.

 

narrativa

Contar uma narrativa convincente é um dos métodos mais envolventes e bem-sucedidos para chamar a atenção e cativar um público. O objetivo desse método, conhecido como storytelling, é estabelecer um forte relacionamento com seu público.

Um dos fundamentos da comunicação é o uso de histórias. Geram emoções e memórias, além de expressar empatia e permitir que as pessoas vivenciem as informações recebidas, pois são mais profundas e sensíveis.

Apenas certifique-se de não exagerar. Afinal, uma história convincente não precisa do mesmo nível de informação e nuance que uma obra literária. Na verdade, a narrativa é mesmo uma técnica para enriquecer sua discussão com o leitor e torná-la mais humana, pois, afinal, o que é mais humano do que contar histórias?

 

Faça perguntas que estimulem respostas afirmativas.

“Vou fazer uma pergunta aqui e ali no texto publicitário, mas na maioria das vezes, vou apresentá-la como uma declaração – você sabe, uma daquelas declarações que fazem as pessoas concordarem.” (Foto cortesia de Parris Lampropoulos)

Estruture sua pergunta de modo que seja ao mesmo tempo uma pergunta e uma afirmação. Como resultado, o leitor acreditará que, ao concordar com você, está apoiando uma verdade inquestionável.

 

Enquanto você fala, escreva. Quais são as técnicas de Copywriting.

Considere o seguinte: se você escreve de forma semelhante à forma como fala, ocorre um fenômeno intrigante: o texto fica muito mais natural, permitindo que você se aproxime do leitor, auxiliando na narração de histórias e até facilitando a leitura.

Oh! Outro elemento crucial é que não parece que você está se preparando para fazer uma venda, mas sim que está recomendando algo a um amigo.

Você não acha que é uma abordagem muito mais eficaz?

 

Enfatize o ponto-chave do texto. Quais são as técnicas de Copywriting

“Pelo menos uma vez, traga o assunto quente. Em seguida, volte e acerte-o mais uma vez. Então, acerte-o uma terceira vez para um “enorme tapa.” Richard Perry (Richard Perry)

Além das metáforas esportivas, essa afirmação significa que todo trabalho tem uma introdução, um desenvolvimento de ideias e uma conclusão. Como resultado, é fundamental reforçar o ponto central em todo o seu material.

Vamos imaginar que você precisa discutir as vantagens do chá verde para a saúde. Nesse cenário, a melhor abordagem é introduzir o chá verde no início, construir seus benefícios à saúde ao longo do texto e enfatizar o valor do produto no final.

 

Venda as vantagens e experiências. Quais são as técnicas de Copywriting

Explicar os benefícios e a experiência que o cliente está prestes a obter é mais significativo do que falar sobre os recursos.

Lembra como falamos sobre padrões de vendas logo depois de cunharmos o termo “copywriting”? Não gostamos de ser persuadidos a comprar algo e, quando o fazemos, geralmente é por razões emocionais e não intelectuais.

Você está apenas apelando para o lado racional ao declarar as características do seu produto, conteúdo ou material.

 

No entanto, ao enfatizar as recompensas e experiências, o relacionamento se torna emocional e o próximo passo se torna mais natural.

Confira outros artigos:

 

Você Pode Gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.