Por que investir no Brasil e como?

5 Curtidas comments off
Por que investir no Brasil e como?

Por que investir no Brasil. O Brasil é uma nação que está em transformação. É classificada como a décima segunda maior economia do mundo, de acordo com os dados de final de ano de 2020 do Fundo Monetário Internacional (FMI), com um PIB de US$ 1,363 trilhão, mas continua a subir de uma recessão devastadora que foi alimentada por políticas incerteza, altas taxas de desemprego e inflação, sem mencionar os efeitos contínuos da pandemia global do COVID-19. Essa recessão foi causada por uma combinação de fatores, incluindo incerteza política, altas taxas de desemprego e

 

Segundo projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI), o PIB brasileiro diminuiria cerca de 3,7% em 2021. Em 2019, a consultoria Kearney retirou o Brasil de sua lista dos 25 países mais confiáveis ​​para investimentos estrangeiros, lista que estava em vigor desde o início da lista em 1998. Isso ocorreu apesar de o presidente Jair Bolsonaro ter priorizado a reforma da Previdência logo após sua eleição em 2018. Por outro lado, ela foi readmitida no índice no ano de 2020.

 

De acordo com pesquisa realizada pela consultoria Deloitte, o nível de investimento externo no Brasil teve uma queda vertiginosa de 23% em 2015 em relação ao ano anterior (2014). Em 2016, apresentou uma melhora modesta, mas no ano seguinte voltou a cair. Desde então, o entusiasmo dos investidores aumentou e os investimentos aumentaram de forma constante desde 2018, apesar de ainda serem significativamente menores do que seu pico mais recente de US$ 101,2 bilhões em 2011 e de terem experimentado uma queda vertiginosa em 2020 em comparação com 2019 por causa de a pandemia global em grande parte. 

 

Benefícios de Investir no Brasil

 

Investir no Brasil, assim como investir em outros mercados em desenvolvimento, envolve equilibrar o risco de perda com o potencial de ganho. O Brasil é mais arriscado do que os mercados estabelecidos devido à sua instabilidade política e dependência dos preços das commodities. Investidores de todo o mundo estão mais familiarizados com os abundantes recursos naturais do Brasil. A soja é a principal exportação do Brasil, representando cerca de 14% das exportações totais do país e atingindo US $33,2 bilhões em setembro de 2020, conforme relatado pelo Observatório da Complexidade Econômica (OEC), que classifica a soja como o bem de exportação mais valioso do país. Além de seus vastos depósitos de petróleo offshore, o país é o segundo maior produtor de minério de ferro do mundo, depois da Austrália, e exporta US $20,5 bilhões do mineral. Também produz mais etanol do que a Ásia e a Europa juntas.

 

Por causa desses recursos, é capaz de criar uma ampla gama de itens industriais e de consumo a um baixo custo. Além disso, é capaz de servir como um fornecedor vital de matéria-prima para países como China, Estados Unidos e Argentina, que são seus três principais destinos de exportação. Os Estados Unidos e a Argentina são adversários distantes, obtendo apenas US $29,3 bilhões e US $15 bilhões, respectivamente, das exportações brasileiras. A China, no entanto, lidera o grupo ao adquirir US $64,3 bilhões em produtos brasileiros. 

 

Além disso, a economia do Brasil é bastante estável. O Brasil tem sido uma economia de primeira linha desde que começou a tomar medidas para a estabilidade fiscal e liberalizar sua economia na década de 1990. O país também tem um setor de tecnologia em ascensão e uma ênfase interna, o que deve minimizar sua dependência das exportações de commodities.

 

Ameaça de investir no Brasil

 

Investir no Brasil tem uma série de perigos, sendo um dos mais significativos a instabilidade política do país. O Brasil tem uma história de imprevisibilidade política, que continua até hoje. Nos anos de 2015 e 2016, vários funcionários foram vinculados a ações ilegais que foram realizadas em relação à empresa petrolífera multinacional Petrobras, que é parcialmente controlada pelo Estado.

 

Como resultado direto desses escândalos, a ex-presidente brasileira Dilma Rousseff foi cassada e condenada à prisão em agosto de 2016. Por causa das punições aplicadas às empresas envolvidas nesses escândalos, algumas das oportunidades de negócios disponíveis para essas empresas foram severamente restringidas. Como resultado, surgiram oportunidades para empresas estrangeiras entrarem e continuarem onde as empresas nacionais pararam. 3

 

Além disso, o Brasil é mais dependente da receita de exportações do que outros países industrializados, como os Estados Unidos, e também é amplamente dependente de financiamentos de outros países. Como consequência direta, a queda no preço das commodities teve um impacto negativo na economia.

 

Melhores métodos de investimento

 

Há uma variedade de oportunidades para investir no Brasil, incluindo fundos negociados em bolsa (ETFs) registrados nos Estados Unidos, bem como títulos listados na própria bolsa de valores brasileira, Brasil Bolsa Balco S.A. (B3). Existem quatro fundos negociados em bolsa que fornecem o caminho mais simples para a exposição. Os ETFs brasileiros populares incluem:

 

  • iShares MSCI Brazil Index ETF (NYSE: EWZ)
  • VanEck Vectors Brazil Small Cap Index ETF (NYSE: BRF)
  • Global X Brazil Consumer ETF (NYSE: BRAQ)

 

A compra de ações de American Depositary Receipts (ADRs), precificadas em dólares e negociadas nas bolsas de valores norte-americanas, mas que representam ações de empresas internacionais, é outra opção para investir em ações brasileiras. Os ADRs mais apreciados no Brasil incluem:

 

  • Petroleo Brasileiro SA ADR (NYSE: PBR)
  • Vale SA ADR (NYSE: VALE)
  • Itaú Unibanco Holding SA ADR (NYSE: ITUB)

 

As ações brasileiras estão imediatamente disponíveis para compra por investidores estrangeiros que buscam exposição direta por meio de diversas plataformas de negociação internacional com acesso à B3. Os investidores diretos devem se registrar no Banco Central do Brasil, bem como em outros órgãos reguladores e fiscais, e contratar empresas locais para atuar como custodiantes de contas de corretagem.

A conclusão

A diversificação da carteira de um investidor é geralmente considerada uma boa prática, e um dos principais meios pelos quais isso pode ser feito é através da compra de ações no exterior. Inúmeros possíveis investidores têm interesse no mercado brasileiro, já que a economia do país está se expandindo depois de ter sofrido uma recessão. Antes de assumir qualquer compromisso financeiro com as empresas brasileiras, é essencial conhecer o cenário político atual do país e a situação do setor exportador do país.

 

Você Pode Gostar

Sobre o Autor: Avitrini