A indústria automotiva agora se conecta com os clientes no Facebook

2 Curtidas Comentar
A indústria automotiva agora se conectar com os clientes no Facebook

A indústria automotiva agora se conecta com os clientes no Facebook. Como resultado da descoberta, a indústria automotiva agora pode se conectar com os clientes no Facebook.

O ano de 2021 será um divisor de águas para a indústria automotiva. Mas não serão notícias completamente inesperadas. Algumas dessas mudanças já ocorreram.

Durante a pandemia COVID-19, a quarentena e o isolamento social forçaram a indústria a adotar o comércio eletrônico como um canal adicional para vendas mais rápidas. A demanda diminuiu e os clientes agora esperam que as marcas venham até eles e proporcionem uma experiência de compra positiva. No entanto, o sucesso futuro dos fabricantes que usam essas medidas será determinado por sua infraestrutura e estratégias de negócios.

 

Um pedido de mudança

Mesmo antes da pandemia, todos que procuravam um carro ou uma motocicleta para comprar procuravam mudanças. A ideia de comprar um carro pela Internet parecia ser uma opção viável para 49% de todos os potenciais compradores de veículos novos. Além disso, 66 por cento declararam que farão “quase tudo” ou “tanto quanto possível” em termos de pesquisa antes de visitar uma concessionária.

Em vez de esperar que os clientes encontrem sua marca, uma estratégia de descoberta envolve conectar-se com eles e levar sua empresa até onde eles estão.

 

Os líderes do setor reconheceram a importância crescente da infraestrutura digital. Britta Seeger, da Daimler, prevê que até 2025, 25% das vendas de automóveis serão realizadas online. No Reino Unido, cerca de 20% dos fabricantes agora oferecem transações online, enquanto a outra metade desse número permite que os clientes reservem um novo automóvel pela Internet com um depósito.

As estratégias de marketing devem mudar ao mesmo tempo para garantir que as vendas potenciais não passem despercebidas.

 

 

A primeira etapa em uma experiência de comércio eletrônico é estimular a descoberta digital.

Uma abordagem que foca no consumidor

Ser capaz de usar aprendizado de máquina significa que sua estratégia de descoberta no Facebook não precisa ser limitada por rótulos demográficos.

Os sinais deixados por clientes existentes ou outros semelhantes a eles no Facebook garantem que sua marca alcance as pessoas certas, que estão interessadas nela ou que poderiam estar interessadas nela. Como resultado, você poderá concentrar seus esforços naqueles que têm mais chances de realizar ações importantes para o seu negócio, ao mesmo tempo em que se concentra em novos clientes em potencial.

Depois de localizar compradores em potencial, o primeiro passo na experiência de comércio eletrônico é estimular a descoberta digital. Pode ser por meio de uma experiência que permite personalizar um modelo diretamente no Facebook ou por meio de um catálogo digital otimizado para celular. Um tour de 360 graus ou uma apresentação ao vivo de um novo modelo são outras opções.

4 dicas para ajudá-lo a descobrir sua marca no Facebook

 

  1. Use indicadores comportamentais e dados combinados com aprendizado de máquina para identificar as pessoas com maior probabilidade de responder aos seus anúncios e objetivos de marca.
  2. Gere e estimule o interesse desde o início. Transforme a publicidade de sua marca ou concessionária em uma variedade de espaços de exibição.
  3. Use formatos de vídeo interativos para tornar a descoberta de modelos divertida, envolvente e financeiramente compensadora para o cliente.
  4. Crie experiências de mensagens automatizadas que conduzam o cliente por uma série de perguntas e respostas até que ele tome uma decisão.

Você Pode Gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *