O que você precisa saber sobre pagamentos brasileiros e open finance

6 Curtidas comments off
O que você precisa saber sobre pagamentos brasileiros e open finance

O que você precisa saber sobre pagamentos. Não deve ser surpresa saber que a epidemia causada pelo coronavírus acelerou o processo de inclusão financeira e acesso digital no Brasil e no mundo.

 

Esse padrão foi ajudado pela inesperada necessidade de acesso digital a serviços essenciais, como o auxílio emergencial fornecido pelo governo nacional. Mas no Brasil ficou ainda mais forte com a criação de um sistema chamado Pix, que é um sistema de pagamento imediato. Em seu primeiro ano de operação, a Pix eclipsou os pagamentos com cartão de crédito como o principal método de pagamento no país.

 

A previsão é de que o uso de serviços financeiros digitais tenha aumentado em 122% para as famílias com renda inferior a R$ 787,35 por pessoa, o que equivale a 0,75 salário mínimo. Esses números chamam a atenção.

 

De acordo com esses dados, o Brasil não é novo na transição mundial dos pagamentos digitais, que consiste em transações que ocorrem diretamente de correntista para correntista e em tempo real. O progresso da adoção do Pix provavelmente estará de acordo com a legislação de Open Finance nos próximos meses. Este regulamento está agora em seus últimos estágios de implementação no país.

 

Conheça algumas das possibilidades mais importantes que esses modelos oferecem aos consumidores, instituições financeiras e corporações no contexto atual, além das visões que eles oferecem para o futuro.

 

A revolução Pix

É possível que muitos brasileiros percebam o sistema de pagamento imediato como uma forma menos complicada de enviar dinheiro para seus entes queridos ou como uma opção adicional para fazer suas compras online. Quando comparado a outras opções típicas de pagamento, como dinheiro ou até mesmo cartões de crédito, o Pix oferece um nível mais alto de segurança e experiência do usuário, além de maior eficiência para as empresas. Também possibilita que milhões de pessoas participem do sistema financeiro.

 

“Os pagamentos com cartão de crédito são propensos a uma grande quantidade de fraudes e levam muito tempo para serem compensados”, explica Jeronimo Llacay, Gerente de Produto da Belvo. “Os pagamentos com cartão de crédito também demoram muito para serem compensados.”

 

Além dessas vantagens, os brasileiros têm maiores expectativas para o futuro do Pix com as novas soluções que estão sendo investigadas pelo Bacen, que é o Banco Central do Brasil. Algumas dessas novas soluções incluem débito direto, pagamentos parcelados e até transações mundiais.

 

Open Finance e Pix. O que você precisa saber sobre pagamentos

 

O desenvolvimento do Open Finance deve tornar a experiência do Pix ainda mais fácil de usar.

 

No momento, para que os usuários façam compras com o Pix em plataformas de e-commerce, por exemplo, eles precisam copiar um código que é gerado pela loja, alternar janelas ou abas para entrar no app do banco, fazer login com seu credenciais, cole o código Pix, confirme o pagamento com senha e depois retorne ao ambiente da loja onde realizou a compra.

 

Esse processo pode ser agilizado com o Open Finance, que permite que o usuário faça login com suas credenciais bancárias sem precisar sair da plataforma de e-commerce ou abrir um novo aplicativo, confirmar o pagamento e ser redirecionado automaticamente de volta ao ambiente em que está. trabalhavam antes.

 

Isso agora é viável como resultado do início do processo de pagamento. Para poder entregar essa experiência, as empresas precisam buscar uma licença para iniciar os pagamentos com o Bacen ou formar parcerias com outras empresas que já possuem tal licença. Uma das principais organizações que já começou a implementar essa solução é o WhatsApp. O WhatsApp firmou parceria com a operadora de cartões Cielo para permitir que os usuários realizem transações financeiras entre si dentro do próprio aplicativo.

 

“Os consumidores não querem pagar; os clientes querem comprar, obter um item ou assistir a algo sob demanda”, disse Leandro Franco, da Amazon Pay, na conferência Open Views 22 realizada pela Belvo. “Os clientes querem comprar, receber um item ou assistir a algo sob demanda.” “Nos dias atuais, os usuários que têm acesso a excelentes cartões de crédito têm uma experiência agradável. O desafio que surge hoje é como podemos criar experiências Pix positivas aproveitando as vantagens do sistema. Esse é o lucro que resulta em iniciar o pagamento no Open Finance.

 

Todas as áreas do ecossistema ganham com as boas características dessa combinação, que incluem uma melhoria geral nas experiências de pagamento, bem como um aumento nos níveis de segurança.

 

O que você precisa saber sobre pagamentos. As vantagens do Pix para as empresas

 

A primeira vantagem significativa para as empresas que vêm da implantação do Pix por meio de modelos Open Finance está ligada aos sistemas de contabilidade e planejamento de recursos empresariais (ERP). Em uma única plataforma, com muitas possibilidades de automação, estarão disponíveis tarefas que atualmente precisam ser concluídas manualmente ou por meio de várias contas bancárias, como gerenciamento de salário e benefícios de funcionários ou pagamento de aluguel, seguro ou impostos. Essas tarefas incluem o pagamento de aluguel, seguro ou impostos.

 

Isso não apenas simplifica a administração da conta, mas também reduz consideravelmente a probabilidade de uma pessoa cometer um erro ao inserir dados.

 

Para os comerciantes, isso também significa que aqueles que optarem por fazer parceria com iniciadores de pagamento poderão oferecer as experiências de comércio eletrônico Pix mais fáceis aos clientes finais. Os clientes finais passarão por uma jornada mais simples e rápida sem precisar sair da vitrine virtual para concluir sua transação.

 

Menor risco de fraude e logística mais fácil

 

O Open Finance tem o potencial de reduzir drasticamente o risco de fraude de pagamento, que é outro aspecto crucial que se destaca no cenário de pagamentos no Brasil.

 

De acordo com certas estimativas no país, o custo para o negócio de uma transação fraudulenta é de cerca de 3,86 vezes o valor da compra que foi roubada. Segundo levantamento do Mapa da Fraude, o total de tentativas de transações fraudulentas no comércio online aumentou para 5,8 bilhões de reais em 2021, representando um aumento de 74% em relação ao ano anterior.

 

De acordo com Jeronimo Llacay, que trabalha com Belvo, “as pessoas e as empresas estão expostas a vários tipos de roubo de cartão de crédito, e isso gera enormes gastos para instituições financeiras e empresas”.

 

A necessidade de verificação bancária imposta pelo Pix faz com que a transação seja mais segura e menos onerosa para os bancos e também para os vendedores. Além disso, o destinatário se beneficia de uma liquidez rápida.

 

Durante esta sessão do Open Views 22, a conferência que reuniu participantes do Open Finance de toda a América Latina, você conhecerá mais sobre o ecossistema de pagamentos no Brasil como ele existe agora e o que os líderes do país esperam para o futuro (painel disponível em português) .

O que você precisa saber sobre pagamentos brasileiros e open finance. Comente este artigo!

Você Pode Gostar

Sobre o Autor: Avitrini