O Facebook está pagando aos criadores do TikTok para vir aos Reels.

3 Curtidas Comentar
O Facebook está pagando aos criadores do TikTok para vir aos Reels.

O Facebook está pagando aos criadores do TikTok para vir aos Reels. Não é nenhuma surpresa que o Instagram criou os Reels para competir com o TikTok. A ascensão do aplicativo chinês há muito é vista como um perigo para as empresas de redes sociais da família Facebook.

 

O Instagram teria oferecido ofertas substanciais aos produtores do TikTok para transferir plataformas e mover seu conteúdo para os Reels para neutralizar esse perigo.

 

O anúncio veio poucos dias depois que a TikTok estabeleceu um fundo de US $200 milhões para incentivar os produtores americanos, de acordo com o Wall Street Journal. Este fundo pretende recompensar os principais criadores de conteúdo da plataforma e incentivá-los a continuar produzindo.

 

Apesar de sua enorme popularidade, o TikTok está passando por uma fase difícil. A confiabilidade da ferramenta foi questionada devido a acusações levantadas contra ela e o governo chinês. Muitas empresas americanas, por exemplo, aconselham seus funcionários a excluir a plataforma de mídia social.

 

Mesmo com o anúncio da proibição do TikTok na Índia, que relatamos anteriormente, a popularidade da rede não parece estar diminuindo. O público parecia ter abraçado os curtas-metragens com dublagens e danças.

 

No entanto, a fim de manter sua participação no mercado, as redes de Mark Zuckerberg se esforçaram para recrutar os criadores do TikTok para os carretéis.

 

O principal trunfo da proposta, além da quantidade de dinheiro, seriam as acusações de espionagem levantadas contra o aplicativo.

 

Tudo isso está acontecendo em um momento em que Donald Trump, o presidente dos Estados Unidos, e políticos do país estão debatendo se devem ou não limitar o acesso dos usuários norte-americanos ao TikTok.

 

Ocorreram preocupações sobre a segurança e privacidade dos dados coletados dos usuários desta plataforma de rede social. De acordo com Wall Street, a TikTok afirmou anteriormente que nunca compartilhou e não compartilhará dados do usuário com as autoridades chinesas.

Reels é a estratégia do Instagram. O Facebook está pagando aos criadores

O Instagram pretende levar os principais produtores da competição ao Reels por meio de conversas com a TikTok e incentivos financeiros.

 

Segundo Wall Street, o objetivo é que os produtores façam parcerias exclusivas ou, no mínimo, tenham seu material publicado primeiro no Instagram e no Facebook.

 

Embora os termos das discussões não tenham sido revelados, alguns inventores aparentemente informaram ao jornal que eles eram desejados.

Outros argumentam que deveriam começar a utilizar os Reels, mesmo que não tenham recebido nenhuma oferta.

 

Lasso no Facebook

Os Reels não são os primeiros produtos das empresas de Zuckerberg a incluir elementos como o TikTok. Em 2018, o Facebook anunciou a estreia do Facebook Lasso, um aplicativo com muitos dos mesmos recursos da versão chinesa.

 

Lasso começou com foco nos Estados Unidos e agora cresceu para incluir México, Argentina, Peru, Chile, Uruguai e Equador. Ele nunca apareceu no Brasil.

 

Apesar dos investimentos, Lasso nunca conseguiu atingir os resultados desejados. Como resultado, o Facebook afirmou no início deste mês que as operações do aplicativo serão interrompidas.

O destaque então foi para o Reels, que havia acabado de ser revelado alguns dias antes.

 

iniciativas adicionais

A única opção do Facebook para combater o sucesso do TikTok é fortalecer os Reels. O Collab, um aplicativo criado pela empresa, também foi criado com esse objetivo em mente.

 

A nova rede social compartilha muitos dos mesmos recursos do app chinês. No entanto, vem com o conceito de focar apenas no desenvolvimento e distribuição de videoclipes.

 

O objetivo é que os usuários produzam filmes colaborativos combinando as gravações de várias pessoas em uma para criar melodias.

A rede foi lançada em maio deste ano e, por enquanto, a participação exige um convite.

Existem mais pessoas interessadas nisso. De o fato do Facebook está pagando aos criadores

O Instagram não é a única empresa interessada na participação de mercado da TikTok, assim como o formato de vídeo curto do Snapchat, que tem sido imitado por várias redes, incluindo Twitter e LinkedIn.

 

O YouTube declarou em junho que estava trabalhando em uma plataforma para atrair usuários do aplicativo chinês.

 

Os criadores devem ser capazes de criar material de 15 segundos com a nova ferramenta, que pode então ser combinada para adicionar vídeos aos canais do YouTube.

 

Os usuários estão no centro de tudo, com um número cada vez maior de opções e novidades no mercado digital.

 

As empresas, por outro lado, precisarão estar presentes em um número cada vez maior de canais, o que exigirá mais investimento em conteúdo. A questão é que nem sempre é possível estar presente em todas as redes de forma consistente e com qualidade.

 

Nesse cenário, o conselho é avaliar onde está o público da sua empresa e se vale a pena investir tempo e dinheiro apenas para não perder a “moda” de uma nova plataforma.

Você tem alguma experiência com TikTok ou Reels? Anote isso na seção de comentários. Esse artigo; O Facebook está pagando aos criadores do TikTok para vir aos Reels, é muito útil e interessante. 

Você Pode Gostar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *