Como planejar uma campanha de redirecionamento (e expandi-la)

8 Curtidas Comentar
Como planejar uma campanha de redirecionamento (e expandi-la)

Como planejar uma campanha de redirecionamento. O principal objetivo de uma estratégia de retargeting é desenhar campanhas publicitárias que possam ser ampliadas e ampliadas para não apenas fidelizar novos clientes, mas também aumentar as vendas.

A maneira ideal de estabelecer um plano de retargeting forte é escolher cuidadosamente os públicos-alvo da campanha e um formato visual decente para a publicidade. Você pode obter bons resultados e garantir que cada cliente da marca receba um anúncio devidamente personalizado combinando esses dois aspectos.

 

1. Construir públicos-alvo de retargeting. Como planejar uma campanha de redirecionamento

Depois de integrar o Meta Pixel à sua loja da Shopify, você poderá criar “Públicos Personalizados” no Gerenciador de Anúncios do Facebook.

É importante observar que os Públicos Personalizados são formados por pessoas que se envolveram com a empresa nas redes sociais pelo menos uma vez (ou exibiram um determinado comportamento ao navegar no site).

 

Basta ir ao menu principal do Gerenciador de Negócios > Públicos > Criar um Público Personalizado para criar um Público Personalizado.

Agora você pode criar públicos com base nos seguintes critérios:

  • Pessoas que interagiram com a marca no Facebook e/ou Instagram
  • Visitantes do site da loja Visitantes que passaram um determinado período de tempo visualizando o site
  • Indivíduos que visitaram páginas especificadas no site
  • Pessoas que olharam para um produto
  • Aqueles que adicionaram um produto ao carrinho de compras
  • Aqueles que iniciaram o processo de checkout

Você também pode construir novos públicos com base em um período de tempo, segmentando os clientes em grupos que acabaram de visitar o site e aqueles que não visitam há mais de 180 dias.

2. Segmente seu mercado-alvo. Como planejar uma campanha de redirecionamento

Devido ao grande número de Públicos Personalizados que podem ser construídos no Gerenciador de Negócios, segmentar esses clientes requer a consideração do tipo de produtos que a empresa vende, bem como a navegação do cliente e a atividade de compra.

Lojas que vendem itens de baixo custo que são frequentemente comprados por impulso, por exemplo, podem não precisar usar o retargeting para clientes que compraram há mais de um mês.

 

Por outro lado, as lojas que vendem itens mais caros, como colchões ou diamantes, podem precisar usar um retargeting maior para incluir clientes do ano anterior.

Tem dúvidas sobre o melhor horário para visitar a loja? Dê uma olhada na lista a seguir:

  • Últimos 90 dias de engajamento nas redes sociais (Instagram e Facebook);
  • Visitantes do site nos últimos 30 dias;
  • Visualizou conteúdo nos 14 dias anteriores;
  • Produto adicionado ao carrinho nos últimos 7 dias;
  • Check-out iniciado: 7 dias atrás

3. Crie um funil de vendas. 

A terceira etapa é construir um funil de vendas para cada uma das categorias de clientes que você desenvolveu, para que você possa otimizar e acompanhar seu sucesso.

Você pode fazer isso na mesma janela de criação de Público Personalizado ou quando começar a desenvolver sua campanha de retargeting. É concebível, por exemplo, trabalhar apenas com quem segue a conta do Instagram da loja ou se engajou com ela de alguma forma.

 

Separar o tráfego do site da loja de usuários e clientes que se conectam com a empresa nas mídias sociais é uma boa tática no momento. Usando campanhas de retargeting apenas diferentes, você poderá entrar em contato com dois grupos muito diferentes em diferentes estágios do funil de vendas.

Lembre-se de que, com um funil de vendas totalmente funcional, é muito mais fácil distinguir entre os compradores no topo do funil (que já estão familiarizados com a marca) e os que estão no fundo (e, portanto, mais próximos da compra).

 

Cada atividade do cliente é transformada em uma etapa do funil de vendas, conforme mostrado abaixo:

  • Usuários ativos nas mídias sociais (topo do funil)
  • Visitantes do site da loja (topo do funil)
  • Visitantes que lêem conteúdo de marca e depois navegam para páginas de produtos (funil intermediário)
  • Visitantes que adicionaram um item ao carrinho de compras (na parte superior/inferior do funil)
  • Clientes que iniciaram o processo de checkout (parte superior/inferior do funil)

Objetivos do topo do funil (como comprar) devem ser excluídos dos segmentos que ainda estão no topo (ou seja, aqueles que apenas acessaram as mídias sociais da marca).

Também vale a pena observar que esse nível de segmentação e exclusão ajuda a evitar a sobreposição de públicos, o que pode ocorrer quando você tenta executar uma campanha de retargeting para o mesmo público em dois locais distintos.

 

4. Crie um orçamento.

Depois de configurar sua campanha de retargeting, a etapa a seguir é acompanhar quanto dinheiro você está gastando.

Você terá que realizar alguns testes manuais para descobrir quanto está gastando por dia em cada etapa do funil de retargeting. Para cada público-alvo, comece com um orçamento diário baixo ou moderado (entre R$ 20,00 e R$ 40,00).

Avaliar o tamanho esperado do seu público – algo que você pode fazer no Gerenciador de Anúncios do Facebook – é uma abordagem útil para decidir quanto alocar para cada seção.

 

  • Você pode atribuir um orçamento reduzido para públicos pequenos, como visitantes que abandonaram o processo de checkout nos últimos sete dias, porque você não precisa de muito dinheiro para alcançar todos.
  • Pode valer a pena alocar um orçamento um pouco maior para grupos mais expressivos, como aqueles que visitaram o site nos últimos 180 dias, para que a campanha de retargeting alcance um número significativo de pessoas e converta em vendas.

 

5. Os esforços de redirecionamento no Facebook podem ser melhorados.

Depois de configurar suas campanhas de retargeting de forma eficaz, você deve avaliar os resultados diariamente para ver se alguma alteração precisa ser feita.

Essas alterações geralmente se limitam a aumentar ou diminuir o orçamento da campanha e, no caso de campanhas de retargeting, a frequência de alcance do anúncio.

O número médio de visualizações de anúncios por uma pessoa segmentada em um de seus públicos de retargeting é conhecido como frequência. É uma métrica crucial porque garante que você não está investindo muito pouco (ou muito) em determinados segmentos.

 

Além disso, lembre-se de que, se você alterar ou ajustar o orçamento da campanha, a frequência também variará. É por isso que o teste é tão importante: você poderá descobrir qual frequência é adequada para cada segmento do funil de retargeting, bem como qual orçamento produz os melhores resultados.

Como planejar uma campanha de redirecionamento (e expandi-la). Comente este artigo!

Confira outros artigos:

 

 

Você Pode Gostar

Sobre o Autor: Avitrini